O que é a Grafologia?

COMO A GRAFOLOGIA É VISTA PELA SOCIEDADE BRASILEIRA?

Ela é vista pela sociedade brasileira como algo misterioso, talvez até perigoso e muitas vezes incompreensível. Ou ainda  com freqüência, como sendo a expressão de forças esotéricas ou místicas, expressadas pela força magnética do grafólogo. Neste caso ela é confundida com o resultado da atuação de um médium, que explora a energia existente no papel escrito e na tinta sobre ele derramada.

O QUE É DE FATO A GRAFOLOGIA?

Entretanto, a Grafologia é muito mais do que essa visão popular e simplista. Ela é também muito mais bonita do que essas afirmações simplificadas. Ela é uma das formas mais extraordinárias e que se encontra no mais alto conhecimento humano, que procura ajudar os homens a se conhecerem além das aparências, e assim, a se tornarem mais humanos.
Tudo isto a partir da produção de informações eletromagnéticas emitidas pelo próprio corpo, expressões celulares complexas que registram inúmeras informações sutis e ampliadas, com a fineza e a sensibilidade das articulações dos dedos, da mão e, mais ainda, do braço do sujeito.

O QUE DIFERENCIA A GRAFOLOGIA DE OUTROS PROCEDIMENTOS?

Ela se diferencia de muitas outras explorações do conhecimento humano, por saber procurar e destacar o potencial do escritor, o melhor dele mesmo, no espaço e no tempo. Como também o potencial às vezes escondido ou adormecido.

QUAL O FOCO PRINCIPAL DA GRAFOLOGIA?

A Grafologia sempre procura os traços de vida, podendo deixar em segundo plano doenças, erros, pecados, inadequações, que são geralmente bem conhecidos do escritor, permitindo levar este escritor a acreditar de novo e buscar o seu melhor, o seu sonho de vida integrado na sociedade. Sonho que o diferencia de todos os outros humanos, e que ao mesmo tempo o torna único e definitivamente unido a todos e ao melhor da vida. A grande e verdadeira ecologia que procuramos fora, está dentro do Ser.

QUAL A ABRANGÊNCIA DA GRAFOLOGIA COMO SISTEMA CIENTÍFICO?

Trata-se de um sistema coerente e científico, com uma metodologia própria, que a partir dos traços da escrita, nos permite encontrar muitas informações sobre o esperado, o passado, o realizado, as limitações, os bloqueios, os modos de viver, de construir ou de destruir, de ver o mundo e os outros, de ser visto por si mesmo ou de achar como os outros o vêem, suas potencialidades, suas travas, seu grande sonho de vida e seus andamentos, sua concretização por parte do escritor.

O QUE ACONTECE QUANDO ESCREVEMOS?

Quando escrevemos, o nosso cérebro envia milhões de impulsos eletroquímicos para os músculos de nosso braço, mãos e dedos, levando-os a traçar, de forma subconsciente no papel, usando formas específicas. Traços parecidos a um encefalograma ou eletrocardiograma.

QUAL O SIGNIFICADO DOS GESTOS GRAVADOS NO PAPEL?

Dessa forma, a escrita deixa de ser apenas uma mensagem e uma comunicação, para também ser a resultante de traços produzidos por gestos e movimentos específicos que serão gravados no papel, e que poderão ser decifrados por profissionais altamente qualificados e competentes, que neles encontrarão a história do escritor em três dimensões.

O QUE A GRAFOLOGIA NOS PERMITE ALCANÇAR?

Através da Grafologia podemos encontrar o desenho do potencial do escritor. Jamais devemos trabalhar sobre um traço isolado e sim, sempre sobre um conjunto confirmado, oferecendo assim os instrumentos seguros e acertados para que o próprio cliente possa realizar a conclusão de um diagnóstico sensível e o mais profundamente elaborado.

Com ela podemos ler de forma concreta a história real e conhecida do escritor, acessando as suas emoções e seus sentimentos, os seus possíveis bloqueios, e muito mais do que tudo, o seu grande potencial.

“A escrita permite a leitura de nossa alma, de nossa vida, espalhada pela tinta, pela forma do papel, e é uma grande e abençoada honra partilhar nesse nível a intimidade desconhecida de uma outra pessoa.” (Jean Claude Obry)

Os comentários estão encerrados.